#partiu_longão
Treinos |  28 de maio de 2015
longão

Quinta é quase sexta e o fim de semana será agitado no triathlon do Brasil com IM de Floripa. Mas para quem for ficar assim como eu, acompanhando de longe, final de semana é a hora de treinos mais longos – os famosos longões.

 

Com mais tempo livre e sem competições, grande parte dos atletas (iniciantes ou não) aproveitam a folga do final de semana para exigir um pouco mais do corpo. Na maioria dos programas para corridas ou provas mais longas, os longões são considerados treinos chave para o bom desempenho, o aumento da resistência e capacidade física do atleta.

 

O treino longo é fundamental para que o atleta possa atingir uma boa concentração, estar em contato com seu corpo, conhecendo seus limites. Dessa forma, há uma adaptação ao ritmo e à distância final da prova em foco.

 

Qualquer pessoa pode praticar, seja o corredor de maratona (42km), onde o longão é necessário para evitar lesões e treinar o psicológico – que influenciará diretamente o rendimento na prova e a chegada ao final. Como, também, corredores de provas curtas, que devem apostar em treinos com 2 a 3km a mais para construir um maior suporte para atingir as suas metas como, por exemplo, diminuição de tempo ou, também, futuros desafios de maiores distâncias – como os 10km. Deve-se lembrar que os quilômetros de cada longão mudam progressivamente com a evolução e base do atleta, ou seja, acompanham o preparo e as condições físicas de cada atleta.

 

Também, é durante os treinos de longa distância, que testes podem ser realizados, como o uso de géis carbo e diferentes tipos de hidratação e/ou equipamentos. Isso trará mais confiança ao atleta no dia da prova, bem como, técnica para o uso. Sempre estou testando coisas novas durante esses treinos, para saber o que posso ou não fazer, o que irá ajudar ou só prejudicar no dia da prova. Tem dias que vou correr sem meias; outros, testando nova marca de gel ou novo sabor; outro a forma de levar gel/água; diferentes funções do relógio de corrida; tênis, bermuda, top, ou qualquer acessório novo, entre outros.

 

As formas de delimitar como será o longão varia de pessoa para pessoa e na forma de treinamento adotada por cada um. Alguns atletas usam o tempo como base (por exemplo: 2 horas de corrida em ritmo de prova), outras a distância (20km em ritmo de prova). Costumo ter em meus treinos os dois tipos de marcação, um que me fará resistir por “X” horas correndo sem parar e outro que irá me desafiar a completar o objetivo em quilômetros no tempo necessário para o mesmo.


E o seu longão será de quantos km esse final de semana?

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  1. […] resistência, bem como o trabalho mental que deve ser realizado durante os treinos “longões” (veja mais sobre eles) e firmado com autoconfiança. Se você completou as planilhas, seguiu o planejado durante os […]