Como correr nesse frio?
Treinos |  22 de janeiro de 2016
DCIM100GOPROGOPR0420.

Se tem uma coisa que o Canadá sabe ser é FRIO. Como muitos já devem ter percebido no meu Instagram, o inverno é quase interminável. Eu costumava reclamar toda hora e isso fazia com que cada dia fosse um parto entrar ou sair de casa, então: como é que vou treinar?

Vamos combinar que treinar outdoor é MUITO mais legal, mesmo achando necessário os treinos indoor, por ajudarem a manter resistência, a treinar o psicológico (já pensou fazer 100km na bike sem sair do lugar? Ou correr 42km?). Também, são uma boa alternativa para aqueles dias de frio, chuva, etc etc, em que é melhor investir nos treinos fechados para não se expor à condições que possam afetar os próximos treinos e até mesmo provas.

Enfim, pesquisei bastante e vejo muita gente (no Canadá) agindo como se o inverno não estivesse acontecendo. Acho que é por isso que eles vivem a vida inteira nesse frio e não reclamam muito. Dá para acreditar que tem gente andando de bike quando faz -40? Só acreditei porque vi e passei a entender – vou deixar para falar das bikes em um outro post, afinal hoje o papo é corrida na neve.

Como quero correr em março e, provavelmente, ainda teremos frio e neve, resolvi aprender a lidar com o frio na hora de treinar para não ser pega de surpresa e/ou me machucar. Em março as temperaturas não serão -40/-30, por isso não tem o porquê me expor a essas temperaturas agora, fica muito difícil respirar e por indicação do coach. Como essa semana o tempo melhorou, de -43 no domingo, hoje fez -3 com sensação de -8 e o vento estava de 5km/h (segundo o aplicativo), deu para arriscar.

Vamos lá, e a roupa? O que usar? Como já tinha ido e voltado da universidade usando apenas uma calça, resolvi arriscar usar a minha calça (Under Armour Run Fly By Luminous), que é um pouco mais grossa e tem uma impressão em forma de círculos que reflete a luz dos carros para maior visibilidade. Uma camiseta de manga longa da Columbia com a tecnologia Omni Heat (possui um sistema que permite refletir o seu próprio calor, mas permite a transpiração – veja vídeo) e outra camiseta manga curta por cima – usei a da assessoria TSK. Além disso, uma jaqueta corta vendo normal e bem colorida para chamar atenção e luvas de corrida fina. Nos pés, comprei uma meia super confortável e quentinha da Smarwool (confesso que não botei muita fé no começo, mas me surpreendeu). E o tênis usei o meu novo Mizuno Hitogami. E na cabeça? Sim, é muito importante proteger, pois perdemos muito calor por ela. Como a jaqueta tinha capuz, optei por não usar toca, assim, meu pescoço também ficou protegido e não precisei de manta.

DCIM100GOPROGOPR0450.

Comecei a corrida bem leve, ritmo aquecimento, para ir me ambientando e, também, sentir como estava a neve/gelo. Optei por ruas principais, mas com menos movimento, pois sei que eles limpam as calçadas e ruas com frequência, mas fiquei sempre de olho no chão e diminui a velocidade em todas as esquinas. Parei algumas vezes para tirar fotos, afinal a paisagem é realmente encantadora, parece um filme. Ainda mais com o sol se pondo, o que fez a corrida ainda mais especial.

DCIM100GOPROGOPR0422.

De forma geral sofri em algumas subidas e tive medo nas descidas (de deslizar e cair). Mas também achei bem mais pesado que o normal, porque tudo fica mais instável, e é preciso fazer mais força para tração. Fiz quase 6km, demorei mais que o planejado, mas valeu a nova experiência. Cheguei em casa com as pernas geladas (indico usar uma calça extra hahaha), mas o resto do corpo quentinho e a alma leve como quando passo a linha de chegada. Nada que um bom banho, uma comida gostosa não ajudem a esquentar, afinal, treino bom é treino feito.

 

 

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário! Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  1. […] porque com a neve há mais atrito com o tênis em relação ao gelo, assim consigo render melhor (Veja post de um dos treinos na neve). Como não dá para escolher entre ou muito frio ou muita neve ou muito gelo, farei o possível […]

  2. […] porque com a neve há mais atrito com o tênis em relação ao gelo, assim consigo render melhor (Veja post de um dos treinos na neve). Como não dá para escolher entre ou muito frio ou muita neve ou muito gelo, farei o possível […]