“Bike polo” existe?
Novidades |  25 de agosto de 2016
bike polo1

Pois é, foi essa minha pergunta quando li sobre os eventos da Semana da bike aqui em Saskatoon. Muitos já ouvimos falar do jogo que é praticado com cavalos e muito famoso, mas foi em 1891 que o ciclista irlandês Richard J. McCready anunciado pela Cycling Magazine como “o bike polo promete ser imensamente popular e não tão perigoso como parece”. O esporte não era meramente medir o desempenho dos atletas enquanto pedalando suas bikes, mas sim treinar a habilidate motora, concentração, agilidade e os olhos de cada jogador. O esporte veio evoluindo e se espalhando pela Europa e pelo mundo, até que no final da década de 1990 foi criado o Hardcourt Bike Polo, em Seatle.

As regras eram bastante simples assim como os equipamentos utilizados, como bola de hockey de rua, “mallets” (espécie de taco) feito de bambú, goleiras feitas de cone, 3 pessoas em cada equipe, e contato permitido apenas no “like-to-like”, ou seja, mallet com mallet, bicicleta com bicicleta. Além disso, não era permitido colocar os pés no chão (haja equilibrio né?). As bicicletas geralmente eram de barra fixa, e o novo bike polo começou a se espalhar para as ruas de Londres, até chegar nos EUA e por volta de 2004, Nova Iorque. Sendo que em 2009 aconteceu o primeiro campeonato mundial de bike polo na Filadélfia, enquanto Londres enquanto Londres sediou os Campeonatos da Europa, com equipes dos Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha, Alemanha, França, Espanha e Suíça concorrendo em ambos os torneios, respectivamente.

Hoje, o Hardcourt Bike Polo é considerado ser um dos esportes urbanos de maior crescimento no mundo, com 400 cidades em 50 países até então e uma média de duas cidades que registram uma nova equipe cada semana.

E como funciona o jogo? Basicamente, em uma quadra poliesportiva com piso de concreto, dois times de três jogadores aguardam nas suas respectivas linhas de fundo, com rodas traseiras encostadas no limite da quadra, pés nos pedais, equilibrados em seus mallets (tacos). O árbitro aponta para um dos times e grita: – Prontos? Aponta para o outro time e grita: – Prontos? Em seguida, dispara: – Três, dois, um… polo! Assim, como cavaleiros medievais, os jogadores mais rápidos de cada time, pedalam em direção à bolinha no meio da quadra: é a primeira tacada na bola e a chance de fazer um gol logo de cara, ou simplesmente dominá-la e organizar o ataque. A partida dura 10 minutos ou termina quando um dos times marca 5 gols. Três contra três e o charme: é proibido colocar ou tocar o chão com os pés, caso isso aconteça, o jogador tem que sair do lance e tocar seu mallet em uma das extremidades do meio de campo, sinalizado por uma placa de “tap in”. À grosso modo, Bike Polo é isso: martelar uma bolinha dura (porém leve) na direção das traves do time oponente em cima de uma bicicleta sem tocar os pés no chão.

Algumas outras regras que achei no site do CNK Bike Polo:

Captura de Tela 2016-08-30 às 11.26.14

Acompanhei alguns jogos aqui na cidade mesmo, temos um quadra que foi construída pela associação de bike polo de Saskatoon. Tinhe gente de vários lugares, inclusive um time de estrangeiros da Austrália, EUA, e México hahaha. Muito diferente, mas confesso que precisa ter muito equilíbrio… Afinal todos estavam usando sapatilha!!

Dentre algumas curiosidades, eles mantém as bolas dentro de uma caixa com gelo, porque a quadra fica muito quente o que pode começar a derreter a bola e fica mais fácil a deformação. Então de tempo em tempo eles repõe a bola. Além disso, a maioria das bikes possuem rodas fechadas para evitar danos aos raios da bike, e também, facilitar na hora do jogo para que a bola não passe entre sua roda.

Fiquei tentada a jogar, mas acho que devo me machucar nos primeiros 10 minutos de jogo hahaha. E vocês?

 

Fontes:

http://www.cnkbikepolo.com/History-of-Bike-Polo.pdf

http://www.redbull.com/br/pt/bike/posts/1331779838482/brasil-bike-polo-blog

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *