Os quase 5k
Provas |  18 de setembro de 2016
Processed with Snapseed.

Nesse sábado, humildemente, fiz uma prova de corrida de 5 km. Digo isso, porque a vontade de correr uma meia maratona é imensa comparada com os limites – para os que não sabem estou em processo de tratamento do meu joelho e fui orientada a dar um tempo do treinamento intensivo. Resolvi na quarta-feira tentar fazer essa prova, na boa, sem cobrança e sem expectativas. Mas sabemos que o momento que estamos na linha de largada tudo muda né? hahahaha Aquelas borboletas no estômago vem e parece que força vem de onde não temos.

Um pouco sobre a prova:

Pela 9ª vez o “College of Kinesiology” da University of Saskatchewan organizou a KinSpin Annual Run, com o objetivo de incentivar a vida saudável e a atividade física, vencendo barreiras através do esporte. Aliado a isso, uma grande causa, todo dinheiro arrecadado com as inscrições foi doado ao programa de necessidades especiais do Serviço de Recreação da universidade. Com isso, investimentos em cadeiras de rodas especializadas e adaptadas ao esporte, redução do custo de transportes, figurinos para apresentações, e acessibilidade aos programas de recreação aos participantes que não tem condições financeiras para participar das atividades. Um causa nobre e 5km que me tornaram meu final de semana mais bonito.

O percurso foi dentro do Campus da Universidade, iniciando no que chamamos de “Bowl”, uma das regiões mais famosas e conhecidas da U of S. Além disso, seguiu pela trilha, muito bem sinalizada, com direito a muita animação por conta dos voluntários, muitas mensagens de incentivo no chão, muita música… Enfim, um clima ideal para uma corrida. Sem contar um cenário lindo, com o outono já mostrando sua cara por aqui. A temperatura estava agradável (em torno dos 15oC) e o sol ajudou a esquentar.

Processed with Snapseed.

Fiz um breve aquecimento antes da prova para espantar o friozinho. Comecei a prova bastante forte, me sentindo bem. Caminho sem muitas subidas e descidas, ganho bem pequeno. Apenas no último km senti bastante o joelho e resolvi diminuir o ritmo, mas mesmo assim fiquei contente com os 4:52min/km de média.

Com certeza, além de ajudar, a prova trouxe ainda mais motivação para continuar e me manter firme no tratamento.

 

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *