O sub-50 veio!!!
Provas |  29 de maio de 2017
IMG_7726

Acho que um número bem marcante na vida de quem corre é o 5. Se você correr em um pace 5min/km, ou seja, 12km/h de velocidade, significa um bom avanço. E digo isso porque tenho perseguido esse número por algum tempo nos 5km, depois nos 10km, e agora com foco nos 21km.

Ano passado consegui fechar sub 25 minutos nos 5km, depois sub 50 minutos nos 10km durante o triathlon. E então me machuquei. Foi como dar vários passos para trás, recomeçar toda preparação, e focar nesse número de novo, o CINCO. Parece que depois que a barreira do pace dos 5min/km é quebrada, tudo muda, tudo flui diferente.

Por fim, me inscrevi para mais uma prova curta de 10km, decidimos não arriscar uma meia maratona ainda. Como tudo esse ano no Canada remete os 150 anos do pais, a Maratona de Saskatchewan não poderia ser diferente. E uma forma legal de celebrar ne? Correndo! Na semana anterior a prova eu fiquei doente, febre, dor de garganta, sinusite, totalmente pestiada ne hahaha. Dessa forma, foi díficil fazer aqueles pequenos ajustes nos treinos, sendo que o foco era descansar e se recuperar o mais rápido possível para poder competir.

Contudo, nessas horas a gente precisa confiar no trabalho que tem sido feito até então e no poder milagroso das planilhas do coach. E foi assim, segui os treinos que pude, aliviei nos dias antes da prova e segui a risca a palavra: repouso. Pelo menos 7h de sono por noite, alongamentos, suplementação correta, tudo. E foi assim até a prova.

O percurso era plano com uma subida contra o vento matadora no final, hahaha. Também, seguimos parte do caminho em uma trilha com pedrinhas e areia – o que não ajuda muito no atrito. Mas, teimosa que sou enfiei na minha cabeca o numero 49 minutos e não parava de acelerar sempre que via o Garmin passar dos 5min/km. Focava em algumas pessoas que estavam correndo mais forte do que eu e ia. Sabe o que? Nao tem segredo. Nos últimos metros quis acelerar tudo que dava, mas quem corre sabe que uma subida no ultimo km tira a alegria de qualquer sprint final hahaha. Mas deu tudo certo, cruzei a linha de chegada para 49:20, meu melhor tempo nos 10km outdoor até hoje e com aquela sensação de “não quero parar de correr”.

No total, mais de 4 mil pessoas participaram da prova. Nos 10km era em torno de 1 mil pessoas, sendo 70% mulheres – uau né? Fiquei feliz com minha posição na categoria que é considerada forte e por 10 segundinhos poderia ter ganhado mais 5 posições. Mas estou feliz e segue mais um desafio para a próxima. No geral feminino fiquei em 21 dentre as 713 mulheres e na categoria 10 dentre as 136 mulheres.

E vocês? Também tiveram essa barreira dos 5? Para quem tiver essa barreira também, basta persistir, fazer o treinos de tiro, os mais longos, também focar em bastante fortalecimento e alongamento para evitar lesões e seguir orientação profissional.

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *