Lustra e brilhante: como manter sua bike?
Equipamentos |  15 de maio de 2016
FullSizeRender 11_Fotor

Quem costuma lava a própria bike em casa sabe que é não é uma tarefa fácil quando não temos as ferramentas apropriadas. Eu via muitos vídeos de o que fazer e não fazer, será que dá para usar WD-40 direto? Detergente neutro? Raspar as correntes? Usar gasolina/diesel? Pode molhar a bike toda? Com qual frequência devemos lavar a bike?

Como sou meio pão-dura e gosto desse tipo de empenho (lavar a bike) prefiro fazer eu mesma, geralmente toda semana uma lavagem mais a fundo e sempre que saio faço aquela limpeza de manutenção (lavagem de gato haha) – basicamente um pano umido por toda bike, lavagem das rodas, e excesso de graxa da correia/cassete. Como que eu faço as duas lavagens? Li várias reviews antes de comprar os produtos que estou usando, também, fui atrás do que havia disponível aqui na cidade aonde eu moro. E então optei por um produto específico para bike da WD-40. Essa linha deles para bike conta com diversos produtos, tanto para limpeza e lubrificação. Uso o “WD-40 Foaming Wash” em spray que é um removedor de sujidades biodegradável e seguro para fibra de carbono, titânio, alumínio, aço, cromo, borracha, e plástico. Além disso, um desengraxante da Giant (Giant Citrus Degreaser), em espuma, achei que seria melhor para aplicar na bike do que o sugerido pela WD-40 Bike que era tipo líquido em um frasco tipo de shampoo. Ambos na Figura 1. Sobre valores, achei razoável visto que vou usar para mutias lavagens (um total de 24 dólares canadense – cerca de 60 reais tudo). Pelo que vi no Brasil, os valores para cada um dos produtos variam de 60 a 80 reais. As Lojas Americanas possui a linha da Finish Line que ouvi bons comentários sobre, inclusive, um desengraxante em espuma bem semelhante ao que comprei.

FullSizeRender 9_Fotor

 

Figura 1. Desengraxante e produto especializado para lavagem de bike.

 

Enfim, vamos à lavagem: Como fazer?

Materiais necessários: luva de borracha, uma bacia ou um balde, alguns panos velhos, uma esponja ou espuma, uma escova (comum de lavar roupas), produto para limpar bike (detergente neutro ou um produto especializado), água limpa e um removedor de graxa próprio para bike ou solvente (muita gente usa querosene), um pincel ou escova de dentes macia. Ah, algumas pessoas usam um regador para remover a espuma ou, então, uma mangueira mesmo.

Procedimento:

Remova todos os acessórios da bike (ex: garrafa de água, bolsa, etc).

Como uso road bike e não tem muito barro, geralmente, começo pelo conjunto de transmissão que é o lugar mais chato e cheio de sujeira. Nessa hora que eu aplico a espuma desengraxante na corrente, cassete, e coroa, aguardo alguns minutinhos e esfrego com a escova de dente ou aquelas escovinhas especiais para bike. Se você não quiser comprar, pode aplicar o querosene (nunca usei) ou detergente neutro (talvez demore mais para um bom resultado). Depois lave o conjunto todo com água e sabão neutro. Cuidado para não respingar graxa ou outro lubrificante nas pastilhas de freio.

Depois dessa parte mais pesada, eu molho a bike, mas sem usar jato de água, só um spray esborrifador – aqueles que compra bem baratinho para jardinagem. Caso tiver barro no quadro, é melhor deixar ele amolecer um pouco antes de esfregar, pois pode riscar/arranhar a pintura ao esfregar, seguido de mais água. Então, aplico o produto em spray na esponja macia e esfrego a bicicleta. Em partes mais complicadas um pincel limpo pode ser útil. Removo a espuma com água e pano úmido para garantir retirada de todo detergente. Já as rodas/pneus eu removo da bike e utilizo a escova e esponja com o detergente. Uma observação: aplico o desengordurante e deixo ele agir por alguns minutos antes de esfregar.

Aproveito que retirei as rodas para dar aquela revisada na primeira lavagem dos componentes e faço um retoque no que precisar. Ainda, utilizo um pano para limpar o cassete (tempo 6:55 do vídeo abaixo). Feito isso tudo, seco a bike com um pano limpo e seco, espero alguns minutos e monto ela de novo. Após montagem, lubrifico a bike passando todas as marchas para garantir boa lubrificação, removo excesso com um papel toalha. Então é só calibrar os pneus e FIM!

Agora, caso você queira dar só aquela lavadinha de “gato” na sua bike, confere as dicas do canal Pedaleria (abaixo). Ele utiliza, basicamente, sabão em pó (super pouquinho diluído em água), água, desengordurante (aquele de cozinha mesmo), e pano. Acho uma boa ideia para quando não temos muito tempo ou, até mesmo, aquela graninha para mandar lavar a bike.

 

Aproveite para verificar sua bike durante a lavagem, procurando por rachaduras, trincados, amassados, etc. Além disso, cuidado com os freios a disco hidráulicos! Ao remover a roda dianteira (ou ambas) para lavar a bicicleta, muito cuidado para não acionar os freios enquanto lava a bike, ou os pistões de freio podem saltar para fora de suas posições. Um pedaço de plástico ou outro material que aguente pressão podem ser usado para evitar que isso aconteça.

Claro que não estou querendo dizer que meu jeito de limpar a bike é o melhor do mundo. Cada um sabe o que faz com sua magrela, mas um pouco de informação antes de lavar e poder danificar a magrela, é importante! Procurem se informar nas lojas especializadas e não sigam qualquer receita caseira de misture isso com aquilo.

 

Bike Radar

Gostou? Compartilha!
Facebook
Twitter
Comente

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *